Postagens

Mostrando postagens de Junho 21, 2009

POBRES ALUNOS, BRANCOS E POBRES...(Sandra Cavalcanti)

O texto abaixo é de uma ex deputada do Rio de Janeiro, que resolveu adotar uma posicao contra as cotas raciais e expoe suas opiniões como quer, sem autoridade para tal, a mando de uma politica neoliberal e sem fundo social.

Entre as lembranças de minha vida, destaco a alegria de lecionar Português e Literatura no Instituto de Educação, no Rio.
Começávamos nossa lida, pontualmente, às 7h15. Sala cheia, as alunas de blusa branca engomada, saia azul, cabelos arrumados.Eram jovens de todas as camadas. Filhas de profissionais liberais, de militares, de professores, de empresários, de modestíssimos comerciários e bancários.

Como a autora mesmo diz, eram filhos de pessoas de classe média ou classe média alta, não tinham nada de pobre, nesses termos, qualquer cor ou raça é relativamente respeitada. Filhas de militares normalmente são vistas, mesmo negras, com bons olhos e naquela época muito mais bem vistas.

Elas compunham um quadro muito equilibrado. Negras, mulatas, bem escuras ou claras, judia…

Avaliação Congresso de Estudantes do Estado de SP

Congresso da União dos Estudantes do Estado de São Paulo. Estive no último congresso de estudantes de São Paulo, em Campinas, sai de lá preocupado, frustrado e decepcionado. Vou elencar os motivos que levaram a me sentir assim; entre 1988 e 1992 atuei em vários momentos no movimento estudantil, entre eles a campanha pelo impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Melo, digo isso com orgulho, pois tínhamos capacidade de pensamento, autonomia e lideranças carismáticas para congregarem ideais. Não eram todos que tinham esse carisma ou concordavam com tudo, mas conseguiam fazer parte de um grupo que queria fazer a diferença. Em outros momentos fizemos campanhas contra aids, solidárias e de conscientização relacionadas a drogas, fizemos parte de grupos de ação que pintavam, reformavam e lutavam por uma escola melhor. Atuei em dois grêmios, na UGES, em Guarulhos, em alguns momentos na UBES representando os grêmios. Na faculdade, na qual não consegui manter-me por falta de recursos fina…